CELEBRAÇÃO DO 35º ANIVERSÁRIO

Para celebrar os 35 anos da fundação da AMBC, foi preparada uma modesta festa comemorativa, de cujo programa constou o tradicional almoço de aniversário para cerca de 70 pessoas. Do menu fazia parte uma grelhada mista (entrecosto, entremeada e lagartinhos), e sardinha assada. Para acompanhar, batata nova cozida com a pele, salada com pimento, tomate alface e cebola, pão de mistura e broa de milho. Para beber, havia vinho branco e tinto, sumos e água. Também foi servido um excelente caldo verde e uma refrescante sobremesa à base de gelatina misturada com frutas da época. No final foi servido café e digestivos, ao gosto de cada um e antes da debandada, o Senhor Presidente da Direcção aproveitou a ocasião para dirigir algumas palavras de agradecimento a todos quantos colaboraram na confecção do almoço, dizendo que é graças a essas pessoas de boa vontade que vai sendo possível manter a AMBC em actividade e realizar este tipo de eventos.

Cerca das 15,30 horas, todas as pessoas foram encaminhadas para o Salão Nobre assistir à actuação do Coro de Santa Clara, cujo responsável, o Senhor Joaquim Serra, teve a amabilidade de aceitar o convite que antecipadamente lhe foi dirigido pela AMBC para actuar na nossa Sede por ocasião da celebração do 35º aniversário. Foi um momento bonito, já que o Coro de Santa Clara brindou os presentes com uma brilhante actuação, interpretando lindas canções do tempo dos nossos avós, as quais, por momentos, nos trouxeram à lembrança os tempos idos da nossa meninice. No final da actuação, o Senhor Presidente da Direcção, Manuel Meirelles, agradeceu a sua presença e dirigiu palavras elogiosas à sua actuação. Para assinalar a sua actuação na AMBC, foi oferecida uma medalha ao Coro, na pessoa do seu responsável, Senhor Joaquim Serra bem como a todos os elementos do Coro ali presentes.

Depois foi toda a gente convidada a participar no Buffet, associados e elementos do Coro Santa Clara, um lanche bem merecido, depois de tão exigente actuação.

Faltava ainda o Brinde e a partilha do Bolo de Aniversário para encerrar a celebração do 35º aniversário mas antes disso, o Senhor Presidente da Direcção dirigiu aos presentes algumas palavras sobre a história da AMBC, lembrou o esforço que foi feito para se realizarem os projectos idealizados e lembrou também a união que existiu até determinado momento do percurso, algo que entretanto se perdeu por as pessoas se acharem servidas. Agradeceu uma vez mais a todos os colaboradores e a todos os associados que continuam fiéis à AMBC e salientou que embora todos os dirigentes e colaboradores, associados e não associados merecessem uma medalha de mérito, apenas iria distinguir duas pessoas: o Senhor Ismael Alves, responsável pelas aulas de ginástica, alguém que de forma altruística vem orientando, nos últimos anos, a actividade da ginástica, mantendo um grupo coeso e amigo, ao qual proporciona a oportunidade de cuidar da manutenção do corpo e da mente. Obrigado. O Senhor Vitor Ribeiro, merece igualmente a nossa estima e consideração, uma vez que tem também, de forma altruística, ministrado as aulas de informática, um trabalho meritório, se nos lembrarmos quão útil e necessário é hoje saber funcionar com o computador e no nosso Bairro, especialmente as pessoas mais idosas, não sabiam lidar com ele. Muito obrigado.

E pronto, depois seguiu-se o animado brinde à saúde dos presentes, seus familiares e amigos, cantou-se os “Parabéns” e partilhou-se o bolo de aniversário que, segundo a opinião das pessoas, estava muito bom.

Então até para o ano, na celebração do 36º aniversário.

Anúncios

COMEMORAÇÃO DO 35º ANIVERSÁRIO

cropped-logotipo-bandeira-01-21.jpg

É já no dia 16 de Junho a comemoração do 35º aniversário da AMBC, já que a data da sua fundação oficial foi a 17 de Junho de 1983.

Para comemorar a efeméride, vamos realizar o tradicional almoço de aniversário pelas 13 horas do dia 16. Depois, cerca das 15,30 horas, actuará no nosso Salão de Festas o Coro de Santa Clara. Cerca das 17 horas terá lugar uma breve Sessão Solene, a que se seguirá, por volta das 17,45 horas um Buffet para os membros do Coro Santa Clara e para todos os associados presentes.

Para terminar, cantar-se-á os “Parabéns a Você” seguido de brinde e partilha do bolo de aniversário.

Entretanto, estão a decorrer os Torneios de Snooker, Sueca e Malha que terminarão no próximo fim de semana.

O NOSSO LINDO JARDIM

O bonito Jardim que ano após ano embeleza o Bairro é um belo exemplo de como é possível fazer algo em prol da Comunidade sem nada pedir em troca. Aquele espaço, se não fosse a persistência, empenho e dedicação do nosso exemplar associado, Senhor Acácio Augusto Pinto, estaria, como quase todos os outros espaços verdes do Bairro, votado ao abandono, servindo apenas como retrete pública dos imensos animais de raça canina existentes neste Bairro e áreas limítrofes, a cujos donos ainda não chegou o grau de civilização necessária para zelarem pelos espaços públicos como se de uma dependência da sua casa se tratasse, acompanhando os seus animais de estimação, impedindo-os de entrar e estragar as plantas e, ao mesmo tempo, não deixar para trás o cócó, apanhando-o e colocando-o no seu contentor do lixo.

Infelizmente, isso não acontece, porque as pessoas se esquecem que para viver em sociedade não podemos fazer aos outros aquilo que não gostaríamos que nos fizessem a nós. Ter cães para andarem soltos na rua e a fazer as necessidades nos passeios e em frente à porta das outras pessoas, não é de todo uma boa ideia.

Amigo Pinto, pela sua persistência, paciência, empenho e dedicação, a AMBC só tem que lhe agradecer por não ter desistido e manter o jardim sempre tão bem tratado.

Claro que a distribuição da moradia nada teve a ver com esse espaço verde mas ainda bem que lhe foi atribuída essa casa, pois se assim não fosse, dificilmente seria possível a existência de tão bonito e acolhedor jardim.

Obrigado Senhor Acácio Augusto Pinto.

COMO EXPLICAR?…

Para quem não tem memória curta, lembrar-se-á certamente de quão concorridas eram as Assembleias Gerais de Moradores antes de serem atribuídas as habitações. Na antiga Sede, o Salão era pequeno para acomodar todos os associados que queriam participar nas Assembleias Gerais e, por isso mesmo, ficavam em pé à entrada do Salão e até na varanda.

já no novo Bairro, as Assembleias Gerais continuaram a ser concorridas, provavelmente porque pairava ainda a dúvida na mente de muitos associados sobre a concretização do Processo de Realojamento, nomeadamente quanto à realização das escrituras.

Pois bem, neste momento parece que já ninguém tem dúvidas sobre nada e, por isso mesmo, já não precisam de comparecer às Assembleias Gerais nem tão pouco necessitam de continuar como associados, uma vez que nos últimos 2 anos foram excluídos cerca de três dezenas por falta de pagamento de quotas.

É claro que ninguém é obrigado a comparecer nas Assembleias. É claro que ninguém é obrigado a ser associado. Porém, neste caso, depois do trabalho meritório desenvolvido pela AMBC do qual resultou um Processo de Realojamento único no País e em que cada associado recebeu uma habitação tipo vivenda por aproximadamente 1/5 do seu valor, o procedimento dessas pessoas deveria ser bem diferente.

Não é que estejamos admirados com estes procedimentos pois há muito que sabemos do que o homem é capaz. Mas numa comunidade tão pequena que teve o privilégio de conseguir algo que era quase impensável, não se compreende tão desajustada atitude. Costuma dizer-se e com alguma razão: “Os actos e as atitudes ficam com quem as pratica”.

ESPAÇOS VERDES – DESFAZER PARA VOLTAR A FAZER

Na semana passada, reparámos que a Junta de Freguesia de Santa Clara procedeu à recolocação de algumas plantas (alecrim e alfazema) em dois locais do Bairro. Acontece que aqueles espaços já haviam sido ajardinados e dotados de sistema de irrigação gota a gota mas há cerca de quatro anos, segundo directrizes da JFSC, todas as plantas e sistema de irrigação foram arrancadas, tendo sido colocada relva no seu lugar. A relva nunca vingou e agora a JFSC voltou a replantar a mesma espécie de plantas mas ainda não colocou o sistema de irrigação. Se o não fizer antes de entrar o verdadeiro calor, é certo que as plantas irão todas secar. Aliás, quis-nos parecer que o alecrim apresentava bom aspecto mas a alfazema não.

Deixamos umas fotos que mostram a plantação que agora foi feita em contraste com aquela que lá estava e que remonta a 2007.

EXCURSÃO DE 21.04.2018

Decorreu em ambiente de alegre camaradagem o passeio promovido pela AMBC que, como oportunamente noticiado, saiu da Sede da AMBC às 7,30 horas da manhã, rumo a Óbidos, onde ocorreu a primeira paragem para visita à bonita e pitoresca vila muralhada e também para tomar o pequeno almoço e provar a apreciada ginjinha de Óbidos, servida em chávena de chocolate. A chuva foi compreensiva para com a nossa gente, na medida em que lhe permitiu concluir a visita e só os mais atrasados é que ainda apanharam alguma. Depois, a viagem até São Martinho do Porto foi feita sobre chuva intensa, motivo pelo qual a visita foi feita apenas ao longo da Avenida que rodeia a baía, sempre dentro do autocarro. De igual forma, tivemos sempre chuva até à Nazaré, motivo pelo qual também não foi possível fazer as visitas apeadas previstas na parte histórica da cidade e no Sítio, embora algumas pessoas ainda tenham saído para fazer algumas compras.

Da Nazaré partimos para a Benedita, com destino ao Restaurante “O Bigodes”, onde nos esperava um espaço reservado para 52 pessoas e um substancial almoço, tendo como pratos principais bacalhau à Chefe, polvo à lagareiro, cozido à portuguesa, vitela estufada e bochecha de porco no forno. As pessoas apreciaram a comida e tudo o resto estava bom, nomeadamente as diversas sobremesas.

Depois do almoço tudo foi diferente porque deixou de chover a caminho de Fátima, o que nos permitiu fazer as compras na Paramentaria de Fátima e depois fazer a visita ao Santuário em óptimas condições atmosféricas, com a presença de um radioso sol. Ali parámos durante cerca de 2 horas, onde cada um utilizou o tempo da forma que achou mais conveniente. Cerca das 18 horas regressámos ao sítio de partida, onde chegámos cerca das 19,30 horas.

Durante o tempo que se permaneceu no autocarro (e foi muito), houve animação, com a participação de todos que cantaram fados e canções diversas e nem sequer faltaram algumas boas anedotas para fazer rir a malta, contadas pelo Presidente da Direcção.

A todos agradecemos a preciosa colaboração, prometendo que procuraremos organizar mais e melhores passeios.

Deixamos algumas imagens do evento:

EXCURSÃO

20170507_122230

Vai realizar-se no dia 21 do próximo mês de Abril, mais uma excursão da AMBC dirigida aos seus associados.

Desta vez, o passeio vai passar por Óbidos, onde decorrerá o pequeno almoço, seguindo depois para a Nazaré, passando por S. Martinho do Porto para apreciar aquelas bonitas paisagens e depois, já na Nazaré, visitar os lugares mais emblemáticas, indo também ao Sítio, para aí tirar uma foto do grupo.

Depois, cerca das 12 horas, rumaremos à Benedita, directos ao Restaurante “O Bigodes”, para saborear um substancial e retemperador almoço.

Às 15 horas seguiremos rumo a Fátima para visitar o Santuário e proporcionar a cada um dos associados momentos de reflexão e recolhimento.

Sobre a excursão, contamos dar ainda mais algumas informações sobre o itinerário e sobre o menu do almoço.