ALTA DE LISBOA – QUEM TE VIU E QUEM TE VÊ!

Mudei-me para a Alta de Lisboa vai fazer quatro anos e desde então para cá muita coisa tem mudado, graças a Deus, para melhor.

Melhorou imenso relativamente às vias de comunicação, espaços verdes  e  casario. Aos poucos a Alta de Lisboa vai ganhando forma, as vedações e os estaleiros vão desaparecendo e em seu lugar aparecem prédios acabados e espaços verdes que muito contribuem para o embelezamento da Alta.

É um regalo olhar para a beleza e a harmonia do Parque Oeste. A sua grandeza surpreende-nos dado que os arquitectos e os engenheiros nos habituaram a construir casario sem o correspondente espaço verde.

Por outro lado, o Eixo Central, a avaliar pelo troço que já se encontra pronto no topo norte, para além de ser uma excelente via de comunicação entre a 2ª circular e o Eixo Norte/Sul, servindo principescamente a Alta de Lisboa, é também ele um excelente espaço verde, graças à enorme área que é reservada para esse fim, entre as faixas de rodagem. O Eixo Central é uma obra fantástica, com requintes excelentes de arquitectura que vai valorizar imenso esta nova área habitacional de Lisboa.

Há apenas um grande senão relativamente a esta importante obra que de facto tem feito desesperar os habitantes da Alta pelos incómodos que lhe tem causado, o enorme atraso que já leva relativamente à sua conclusão que foi anunciada com pompa e circunstância para o 2º semestre de 2009.

A verdade é que já estamos em Fevereiro de 2011 e do Eixo Central, só um pequeno troço concluído. Em Portugal, os políticos e os governantes fazem as obras rapidamente nos discursos em que as anunciam mas depois, é o que se vê, os prazos nunca são cumpridos e arrastam-se durante anos a fio, para desespero de quem precisa delas prontas.

Mas quando escolhi o título “Alta de Lisboa – quem te viu e quem te vê”, estava a pensar numa outra grande mudança que se verificou na Alta. Na verdade, quando há cerca de quatro anos mudei para a Zona da Alta, deparei-me com diversos problemas que hoje, embora não completamente sanados, estão muito mais atenuados, sendo essa diferença bem visível e notada por quem aqui vive.

Essa enorme mudança deve-se sobretudo ao trabalho exemplar de muitas Instituições que operam na Alta de Lisboa que com muita persistência, paciência, devoção e carinho têm actuado junto dos jovens e da camada da população com mais problemas.

O K´Cidade tem tido um papel relevantíssimo nessa área social e ao mesmo tempo, tem também contribuído para uma maior colaboração e coesão entre as diferentes Instituições da Alta, ajudando-as a cumprir importantes objectivos direccionados no apoio à população mais problemática.

Este trabalho tem que ser continuado, acarinhado e ajudado por todos mas especialmente pelas entidades oficiais, devendo estar na primeira linha de acção, aquelas que se situam na área da Alta de Lisboa, com especial relevo para as Juntas de Freguesia. As Autarquias da Alta têm um papel muito importante a desempenhar, através de programas de apoio`ao excelente trabalho desenvolvido pelas colectividades da Alta em parceria com o K’Cidade e outras Instituições públicas e privadas.

Seria bom que as Autarquias mostrassem cada vez mais empenho no apoio às Colectividades da Alta de Lisboa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s