Monthly Archives: Janeiro 2012

CRIAÇÃO DE UM GRUPO DE TRABALHO DO DESPORTO NA ALTA DE LISBOA

Realizou-se no dia 25 de Janeiro pelas 19 horas, nas instalações do Complexo Desportivo do Alto do Lumiar, uma reunião no âmbito do GCAL, orientada pelo Departamento do Desporto da CML, ARAL e K’CIDADE,  para formação, no seu seio, de um Grupo de Desporto, capaz de intervir como elo de ligação entre as diversas instituições desportivas da Alta.

A reunião decorreu em ambiente de franca participação e cordialidade, merecendo da parte do representante da AMBC apenas um pequeno reparo  no que diz respeito à objectividade das intervenções, relativamente ao tema em apreciação: “lançar um grupo de trabalho do Desporto na Alta de Lisboa”.

Nesse sentido, verificou que uma boa parte das intervenções se desviaram do essencial e abordaram temas que não se enquadravam no assunto que se pretendia analisar. Embora compreendendo a intenção, neste tipo de reuniões é necessário mais objectividade, cabendo ao promotor ou promotores das iniciativas moderar as reuniões por forma a não permitir desvios ao tema ou temas que se encontrem em discussão.

No que diz respeito à intervenção do representante da AMBC, o mesmo afirmou que participava na reunião com grande prazer e apoiava a ideia do GCAL, reafirmando que a Colectividade, sempre que possa, se fará representar em todas as iniciativas válidas e fundamentais para a comunidade da Alta de Lisboa.

Disse ainda o Senhor Meirelles que este grupo de trabalho devia ter como objectivo não só a ligação entre as diversas instituições da Alta mas também e principalmente  dedicar uma especial atenção aos jovens logo a partir da pré-primária, criando condições para a prática continuada do desporto, devidamente acompanhados por técnicos competentes, porque o desporto é essencial no desenvolvimento físico e intelectual das crianças.

E a propósito do desporto na vida dos jovens, o Senhor Meirelles afirmou:

A Alta de Lisboa foi sempre uma área com grandes tradições desportivas, em especial, na modalidade de futebol e atletismo, uma mais-valia na ocupação dos tempos livres dos jovens.

Foi o desporto que absorveu muitos dos jovens residentes nas três freguesias e lhes deu oportunidade de ocuparem os seus tempos livres, fazendo, com toda a certeza, aquilo que na sua vida lhes dava mais prazer e alegria.

Graças ao desporto, muitos desses jovens puderam preencher de forma saudável os seus tempos livres e desviar-se dos caminhos da delinquência, sendo hoje homens responsáveis, com carácter e uma mais-valia nas comunidades em que se inserem.

O desporto é fundamental na formação dos jovens, ao nível do corpo e da mente, porque a sua prática é saudável e disciplinadora e incute neles o  espírito de partilha e companheirismo.

O desporto é uma escola de virtudes e, como tal, deve estar ao alcance de todos os jovens, desde tenra idade, se possível acompanhados de competentes formadores, capazes de corrigir as suas imperfeições e ajudar a moldar o seu carácter, fazendo deles verdadeiros atletas e autênticos desportistas, capazes de compreender o papel do adversário, saber valorizá-lo nas vitórias e nas derrotas e dar-lhe os parabéns em qualquer circunstância.

O jovem que assim for moldado, será, não tenho dúvidas, um homem com H grande, ao longo da sua vida e todos aqueles que de alguma forma se envolveram na sua formação, sentir-se-ão honrados e reconfortados com o seu contributo.

Face ao exposto, é meu desejo que a criação do Grupo de Trabalho do Desporto na Alta de Lisboa tenha como principal objectivo a formação desportiva dos jovens a partir da pré-primária.

Anúncios

C.M.L. – UMA LOUVÁVEL ACÇÃO DE LIMPEZA

Hoje, pela manhã, verifiquei que algumas brigadas de limpeza da Câmara Municipal de Lisboa limpavam determinadas áreas da Alta de Lisboa. Não pude deixar de pensar que se tratava de uma óptima medida, já que a acção abrangia o corte de ervas, a sua remoção, juntamente com toda a espécie de lixo e, de seguida a lavagem das ruas.

Porém, quando cheguei ao Bairro onde resido, normalmente esquecido nestas acções de limpeza, fiquei surpreendido com uma brigada de cantoneiros que procediam ao corte do capim e à limpeza do lixo. Fiquei satisfeito pelo facto de o Bairro, desta vez, não ter sido marginalizado e, pela nossa parte, louvamos o trabalho da Câmara de Lisboa.

O Bairro estava a precisar de uma limpeza e até já se tinha pensado convocar os associados para levar a cabo uma acção de limpeza, a exemplo do que já foi feito em duas ocasiões. Desta vez não foi necessário, mas estaremos atentos para intervir sempre que achemos que o Bairro se encontra sujo.

 

ALMOÇO DE NATAL

Realizou-se no dia 27 de Dezembro um almoço de Natal no Salão /Bar da AMBC, com a participação de mais de quatro dezenas de associados. Para além do almoço, de cuja ementa fazia parte o pernil e o arroz de marisco, entrada de gambas e queijinho seco, completado com variadas sobremesas, café e digestivo, foi também uma excelente oportunidade de convívio entre os associados que se prolongou pela tarde dentro.

O Presidente da AMBC participou no almoço, com grande prazer e demonstrou a sua satisfação quando dirigiu aos presentes uma curta mensagem de Natal, desejando a todos Festas Felizes de Natal e Ano Novo.

Para quem deseja que a Associação funcione como elemento aglutinador, de concórdia e amizade, em espírito de verdadeira família, só pode ficar feliz com este tipo de iniciativas. E a satisfação do Presidente da Direcção ficou bem patente quando se ofereceu para cantar um fado, dando sequência à iniciativa de uma associada.

Parabéns aos autores da iniciativa e um obrigado aos associados que participaram no almoço de Natal.

Algumas fotos do almoço de Natal

REVEILLON DE FIM-DE-ANO

Pelo 3º ano, desde que se verificou a transferência para o novo Bairro, realizou-se no Salão de Festas da AMBC, o tradicional Reveillon de Fim-de-Ano. Pelas 20 horas iniciou-se o jantar, com uma ementa variada e depois do excelente repasto, elogiado por todos os presentes e de agradáveis momentos de convívio e confraternização, os associados passaram para o Salão de Festas, onde teve início, pelas 22 horas, um animado baile, abrilhantado pelo competentíssimo Duo Musical Casimiro e Madalena Ferreira.

Em termos de animação, a festa de Fim-de-Ano não podia ser melhor, já que o reportório musical foi excelente e os associados que fizeram questão de comparecer, cantaram e dançaram com grande alegria, até perto da meia-noite, sem intervalos. Quando faltavam 20 segundos para entrar no novo ano, toda a gente fez em voz alta a contagem decrescente e quando soou o zero, ouviram-se os vivas ao novo ano e o rebentamento das rolhas a saltar das garrafas de champagne. Toda a gente bebeu e comeu as 12 passas, na esperança que os seus pedidos sejam atendidos pelo Criador. Depois deste ritual, toda a gente se cumprimentou e desejou felicidades no novo ano.

Foi uma festa bonita em que tudo correu bem. A Colectividade está de parabéns e os associados que participaram e abrilhantaram a Festa, merecem as mais sinceras felicitações.

Para todos vai o nosso reconhecido obrigado e os votos de um excelente 2012.

Na hora de jantar

Casimiro Ferreira esteve à altura, tota a gente gostou

Madalena Ferreira, acompanhou e cantou algumas bonitas canções